Informativos Jurídicos

CBO reverte decisão de arquivamento de denúncia contra optometrista na Bahia

 CBO reverte decisão de arquivamento de denúncia contra optometrista na Bahia

O Conselho Superior do Ministério Público da Bahia decidiu, por unanimidade, não arquivar o procedimento movido pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) contra o optometrista acusado de realizar atos privativos de médicos (diagnóstico de doenças e prescrição de tratamentos oculares) em seu consultório no município de Riachão do Jacuípe (BA). Com o resultado, o procedimento foi reaberto para realização de novas diligências e investigações deste optometrista e de sua clínica.

 

A decisão foi tomada após sustentação feita pelo advogado Diogo Walter, do Departamento Jurídico do CBO, contra o recurso ajuizado pelo profissional solicitando o arquivamento da denúncia. Na ocasião, o representante dos oftalmologistas explanou para os 11 procuradores e corregedores presentes. Ele apresentou as vedações aos optometristas e porque estes não podem realizar exames de vista, nem prescrição de lentes de grau, sendo a sustentação transmitida para todo o país por meio do canal no Youtube do Ministério Público da Bahia.

 

A sustentação pode ser assistida na íntegra pelo link https://youtu.be/NmKv3ai_czs, a partir do minuto 1:28:03. O acórdão desta decisão foi publicado dia 22.07.2022 no Diário da Justiça do estado da Bahia (BA), constante na página 2017 do presente diário. Esta é mais uma decisão importantíssima e favorável ao CBO, em combate ao exercício ilegal da medicina por optometristas no nosso País.


Deixe um comentário

Compartilhar artigo nas redes sociais

Outras publicações

Cartilha educativa orientará população do Tocantins sobre riscos da optometria para a saúde ocular Informativos Jurídicos

Cartilha educativa orientará população do Tocantins sobre riscos da optometria para a saúde ocular

Justiça mantém decisão que proíbe atuação de optometristas no “Programa Saúde dos Olhos”, em Hortolândia Informativos Jurídicos

Justiça mantém decisão que proíbe atuação de optometristas no “Programa Saúde dos Olhos”, em Hortolândia

Após apelo do CBO, Vigilância Sanitária do TO altera parecer que permitia optometrista realizar diagnósticos e tratamentos Informativos Jurídicos

Após apelo do CBO, Vigilância Sanitária do TO altera parecer que permitia optometrista realizar diagnósticos e tratamentos

Conselho Brasileiro de Oftalmologia | Todos os direitos Reservados 2022
Rua Casa do Ator, 1117 Cj. 21 CEP: 04546-004 São Paulo - SP
Tel:+55(11)3266-4000 | www.cbo.com.br | Politica de Privacidade


Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube

Você precisa estar logado para acessar essa página

FALE COM O CBO