CBO em Ação

Mutirões de consultas e cirurgias oftalmológicas devem seguir recomendações técnicas para proteger a saúde dos pacientes, orienta o CBO

Mutirões de consultas e cirurgias oftalmológicas devem seguir recomendações técnicas para proteger a saúde dos pacientes, orienta o CBO

A constatação de pelo menos 40 casos de endoftalmite (infecção ocular pós cirúrgica) registrados após mutirão de cirurgias oftalmológicas ocorrido em fevereiro, em Porto Velho (RO), levou o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) a cobrar de secretários estaduais e municipais de saúde a observação pelos gestores de critérios técnicos e sanitários rígidos para realização de atendimento em escala. Segundo o presidente do CBO, Cristiano Caixeta Umbelino, ao não atender essas exigências os promotores dessas iniciativas estão colocando em risco a saúde da população.

“A situação registrada em Rondônia é fato grave a ser devidamente apurado pelas autoridades competentes, sendo que o Governo e responsáveis pela ação devem oferecer suporte às vítimas, com garantia de tratamento para evitar prejuízos irreparáveis à visão”, pontuou o CBO em nota pública, que também foi encaminhada aos Conselhos Nacionais de Secretários Estaduais e Municipais de Saúde (Conass e Conasems).

Demanda - Para o CBO, os mutirões, que têm sido adotados como forma de dar vazão à demanda reprimida por atendimento especializado, nem sempre seguem as recomendações que trazem maior segurança aos pacientes. Essas falhas operacionais podem gerar complicações, com efeitos deletérios importantes, como aconteceu no mutirão de três dias organizado pela Secretaria de Saúde do Estado de Rondônia (SESAU). Por dia, teriam sido atendidos em torno de 120 pacientes, conforme apuração do Conselho Regional de Medicina (Cremero).

A endoftalmite, registrada em Rondônia, é uma infecção no interior do olho, considerada emergência médica. Problemas ocorridos durante procedimentos, como cirurgia ocular, lesão ocular ou infecção na corrente sanguínea podem causar esse quadro, caracterizado por intensa dor e vermelhidão nos olhos. Os pacientes devem ser avaliados por médicos oftalmologistas, sendo que em determinadas situações pode ocorrer comprometimento da visão.

Oportunidade - Na nota divulgada, o CBO afirma que a denúncia, que está em apuração, deve ser entendida “como oportunidade para se reforçar parâmetros de segurança com o objetivo de reduzir chances de que situações semelhantes, ou em menor proporção, voltem a ocorrer. Neste sentido, a entidade médica defende que os organizadores dos mutirões adotem providências, como, realizar atendimentos em “ambientes adequados, na presença de médicos e de equipes capacitados para sua realização e sempre com o suporte de equipamentos, insumos e medicamentos necessários”.

Os oftalmologistas pedem ainda que seja feito planejamento prévio para evitar a sobrecarga de infraestruturas e de recursos humanos, bem como bom atendimento, em todas as etapas (antes, durante e após ao procedimento). De modo complementar, como ação preventiva, o CBO pede aos gestores que ampliem a presença dos especialistas no aparelho da visão nos postos de saúde, “facilitando o acesso dos pacientes a diagnóstico e tratamento precoces de doenças oculares, aumentando-lhes as chances de cura e/ou controle de agravos, às vezes, sem necessidade cirurgias e/ou outros procedimentos invasivos.

“Insistir na organização de ações deste tipo, em grande escala, sem seguir recomendações preconizadas revela atitude temerária, que expõe a população, em especial os grupos mais vulneráveis, a desdobramentos que podem levar ao adoecimento e à perda irreversível da visão (parcial ou integral) ”, finaliza o presidente do CBO.

Fonte: https://tudorondonia.com/noticias/mutiroes-de-consultas-e-cirurgias-oftalmologicas-devem-seguir-recomendacoes-tecnicas-para-proteger-a-saude-dos-pacientes-orienta-o-cbo,85177.shtml

 


Deixe um comentário

Compartilhar artigo nas redes sociais

Outras publicações

Câmara se ilumina de verde para alertar sobre a importância do diagnóstico precoce do glaucoma CBO em Ação

Câmara se ilumina de verde para alertar sobre a importância do diagnóstico precoce do glaucoma

Boletim CBO em Ação CBO em Ação

Boletim CBO em Ação

CBO em ação janeiro: confira as principais notícias da  Oftalmologia CBO em Ação

CBO em ação janeiro: confira as principais notícias da Oftalmologia

Você precisa estar logado para acessar essa página

FALE COM O CBO